Assis Chateaubriand, domingo, 21 de abril de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Assis Chateaubriand

19/03/2019

Jovens fazem Juramento à Bandeira e são dispensados do Serviço Militar em Assis

Jovens fazem Juramento à Bandeira e são dispensados do Serviço Militar em Assis

Mais 56 jovens de Assis Chateaubriand foram dispensados da prestação do Serviço Militar, após solenidade de Juramento à Bandeira realizada na manhã da última sexta-feira, 15, no Centro de Convenções (Auditório) da Prefeitura Municipal. O evento contou com a presença do prefeito, João Pegoraro, presidente da Junta Militar, que aproveitou para defender o patriotismo e destacar a importância que os jovens têm para futuro do País.

Nesta etapa, as obrigações militares foram cumpridas pelos cidadãos nascidos no ano de 2000 ou classes anteriores que se alistaram em 2018 ou demais exercícios em atraso. Da mesma categoria, outros 117 já haviam sido dispensados em novembro do ano passado, somando 173 jovens.

Enquanto isso, 40 novos atiradores ingressaram oficialmente ao Tiro de Guerra 05-015, braço do Exército Brasileiro no município de Assis Chateaubriand. A Formatura de Matrícula aconteceu na noite de sexta-feira, no pátio do TG, e foi acompanhada por autoridades, pais, familiares e amigos dos jovens.

“Os novos atiradores prestarão o serviço até dezembro, tendo que se apresentar uma vez por semana, das 5h30 às 7h30, para as atividades. Ao final, eles receberão o Certificado de Reservista”, explica o 1º Sargento Daniel Rodrigues de Castro, comandante do Tiro de Guerra.

Já os dispensados passaram pelo mesmo processo de seleção, que incluiu inspeção médica, avaliação psicológica e análise de suas condições sociais, mas não foram convocados por excesso de contingente. Após fazerem o Juramento à Bandeira, eles receberam o Certificado de Dispensa de Incorporação (CDI).

Ambos os documentos são essenciais para todo o cidadão brasileiro, pois são obrigatórios em inscrições de vestibulares e para efetivar matrículas em instituições de ensino mantidas pelo governo, bem como para prestar concursos e assumir funções públicas, assim como para emissão de passaporte.

“Os faltosos só poderão retirar o documento após cumprirem com suas obrigações militares”, lembra o secretário da Junta Militar, João Pereti.

 

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!

 

PUBLICIDADE

 

Fonte: ASSIS CHATEAUBRIAND | CIDADE PORTAL | ASSESSORIA DE IMPRENSA

OPINE!

CIDADE PORTAL
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.

Desenvolvido por Cidade Portal