Assis Chateaubriand, sexta-feira, 18 de outubro de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Paraná

23/09/2019 | Concebido por Goioerê

Paraná Mais Verde planta 413 mil árvores nativas

Paraná Mais Verde planta 413 mil árvores nativas

Número envolve plantio nas escolas estaduais e nas casas dos alunos. Mas pode chegar a 700 mil com a participação de órgãos estaduais e municipais e comunidade. Governador Ratinho Junior fez o primeiro plantio, em escola de Curitiba.

Ao plantar uma muda de aroeira pimenteira de pouco mais de 1 metro nesta segunda-feira, 23, no jardim do Colégio Estadual Maria Gai Grendel, no bairro Caximba, em Curitiba, o governador Carlos Massa Ratinho Junior deu início oficialmente o Programa Paraná Mais Verde, de arborização rural e urbana.

São 413 mil mudas de espécies nativas do Estado, já levadas a todas as escolas estaduais de todos os municípios. O programa pode chegar a 700 mil novas árvores com a participação, no plantio, de órgãos estaduais e municipais e da comunidade.

O Paraná Mais Verde, afirmou o governador, é uma demonstração da estratégia do Governo de aliar desenvolvimento ambiental, econômico e social. "O Paraná ganha uma nova e imensa floresta a partir de agora, com o plantio de mais de 400 mil mudas. Mostramos que sim, é possível aliar desenvolvimento econômico, social e ecológico", ressaltou Ratinho Junior. "É possível preservar e crescer", completou.

O plantio acontece durante todo o dia nas 2.146 escolas da rede pública estadual, nos 399 municípios paranaenses. Cada secretário de Estado e dirigente de autarquias adotaram como padrinhos do plantio em colégios. A iniciativa é alusiva ao Dia da Árvore, celebrado no sábado (21), e marca também o início da Primavera. Além das unidades escolares, são distribuídas mudas para que os alunos possam levar para casa, além da implantação de viveiros municipais e de hortas comunitárias.

CONSCIÊNCIA AMBIENTAL - O secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, destacou o grande trabalho logístico que permitiu que as mudas chegassem a todas as cidades do Paraná. A distribuição envolveu Defesa Civil, o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Secretaria de Estado da Educação e Esporte, Sanepar, Copel, Corpo de Bombeiros e prefeituras.

"Graças a esse trabalho coletivo é que conseguimos tirar do papel a maior ação de conscientização do País. Uma conscientização para o futuro do Paraná e do Brasil", afirmou Nunes.

Consciência ambiental que será explorada também dentro das salas de aula, ressaltou o secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder. "A criança que pega uma muda, leva para casa, planta e mostra para a família, aumenta e muito a conscientização sobre o meio ambiente. Precisamos cada vez mais ensinar os jovens a preservar", disse.

EMPOLGAÇÃO – A ação no Maria Gai Grendel empolgou os alunos. Victor Hugo Gonçalves Batista, de 13 anos, da 8ª série, fazia planos de aumentar o jardim que conserva com a família em casa, ajudando o entorno a respirar melhor. "Precisamos de um planeta melhor para todos. Sem contar que a jardinagem é uma grande terapia também", afirmou.

Rhysa Carolina Plahinsce, de 14 anos, da 9ª série, já reservou um espaço em casa para plantar a nova muda ao lado da coleção de rosas que conserva com a mãe no quintal. "Tenho flor em casa para tudo quanto é lado. Sempre é bom plantar, seja uma árvore ou uma florzinha que seja", disse.

ESPÉCIES – As mudas são provenientes dos 19 viveiros mantidos pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), que produz cerca de 100 espécies nativas, inclusive as ameaçadas de extinção como Imbuia, Araucária e Peroba Rosa. Os viveiros ficam nos municípios de São José dos Pinhais, Morretes, Fernandes Pinheiro, Paulo Frontin, Guarapuava, Pato Branco, Salgado Filho, Toledo, Cascavel, Pitanga, Imbaú, Ivaiporã, Umuarama, Campo Mourão, Mandaguari, Ibiporã, Cornélio Procópio, Jacarezinho e Paranavaí.

QUEIMADAS – O governador Ratinho Junior destacou também o forte trabalho de fiscalização implantado neste ano pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para evitar e conter queimadas no Estado. O instituto registrou 880 infrações, representando R$ 5,6 milhões em multas por queimadas até o momento em 2019. Foram ainda 1.150 infrações, somando R$ 12,2 milhões em multas por danos à flora e cortes de árvores. "É um trabalho coletivo, que além do IAP é feito pelos bombeiros e Força Verde. Tomamos todos os cuidados possíveis e ampliamos punições quando necessário", afirmou.

Os números mais que dobraram se comparados com o mesmo período do ano passado. Em 2018 foram contabilizadas no Estado 262 infrações e R$ 2,4 milhões em multas por queimadas, além de 361 infrações e R$ 3,8 milhões em multas por corte de árvores e outros danos à flora.

"Mesmo no período de seca, o número de queimadas aqui é muito menor do que no restante do Brasil", disse Márcio Nunes. O IAP trabalha também para mapear os remanescentes de vegetação nativa do Estado, com imagens de alta resolução e tecnologias atualizadas, para poder divulgar resultados confiáveis da vegetação paranaense.

PRESENÇAS – Participaram também da cerimônia o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimental Slaviero; e o diretor-presidente do Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG), Mozarte de Quadros Junior.

 

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Cidade Portal pelo WhatsApp (44) 99979-8991 ou entre em contato pelo (44) 3522-7297

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E DO TURISMO

OPINE!

CIDADE PORTAL
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.

Desenvolvido por Cidade Portal